quarta-feira, maio 27, 2009

Penso, logo desisto

Eu tava caminhando saltitante e serelepe - QUASE - a caminho da minha casa quando passo por uma construção onde uns pedreiros estavam filosofando sobre Sócrates: só sabiam que nada sabiam. Meu mundo parou, balançou, caiu, se levantou, tremeu todo e despencou quando ouvi a frase de um dos trabalhadores: "Ir pra São Paulo? Pra quê? Pra sofrer? São Paulo é onde criança chora e mãe não vê!". Agora reflitam comigo. Vocês entenderam? Nem eu. Mas olha, eu achei isso super lindo, um poema muito puro. Notem que ele se preocupou até com as riminhas, coisa que nem eu faço. Meu mundo simplesmente se encheu de poesia quando eu ouvi isso aí. O chato é que São Paulo de repente virou o Afeganistão do nada. O que é uma pena já que eu adoro Sampa City. Mas enfim, sigam o conselho do pedreiro e não vão sofrer em SP, tá bom? Agora me diz, se ele tá com essa genialidade toda bombando por aí, por que ele não tá sentado na poltrona 41 da ABL? Muito injusto esse mundo, né gente?! No mesmo dia, eu tava voltando do clube e quando passei pela Praça do Tomba - nome lindo, eu sei - e adivinhem só o que estava acontecendo lá? Tá, não foi nenhum show da Ivete, nenhuma revolução social, nenhum Armageddon e nenhuma volta das Spice Girls - que é um sinônimo para o Armageddon. Tava tendo um Super Festival de Forró. Muita emoção. Eu tava cantarolando o refrão de uma música que estava tocando há mais de dez minutos - mais ou menos como: "É muita farinha pra um baiano só, um baiano só, um baiano só" e repete isso umas 30 vezes antes do break pra começar tudo de novo - quando de repente as lágrimas na alma começaram a cair lentamente. Um homem vestido de Lampião made in hell começou a se aproximar dançando e a vontade de gritar pedindo ajuda à Sargento Selma foi grande. Mas graças a deusa Joelma, rainha da ilha grega de Calipso e deusa de todos os bregas e technobregas da América, ele chamou uma mulher que tava fazendo caras e bocas enquanto dançava o forró loucamente com seus cadernos (?) pra uma roda lá. E eu fiquei esperando meu ônibus sobriamente, fazendo bracinho, curtindo o forró sozinho mesmo, porque meu lema agora é dançar forró sem medo de ser feliz.

30 comentários:

  1. anigo... eu voi ser sincera com vc agora.... na boa... eu sou totalmente afavor doque o pedreiro falou, e esta frase... faz todo o sentido .. se vc parar um pouco para pensar.... tenho uma proposta de emprego em Sampa... e penso 2... 3... 8765865465 vezes se eu vou mesmo, na verdade preciso esperar o chamado .. mas ... vamo que vamo rs =]

    E quanto ao forró... para dançar é uma maravilha .. agora ter no PC, no Iphone, shuffle, mp4.. NÃO..... NÃÃÃÃO... ahahahah Beijos =]

    ResponderExcluir
  2. Ahahaha! Amo filosofia pop-ular!
    Tem uma verdade profunda!
    Tua fase forró deve estar sendo óptima!!!!!!!!!!
    Beijo.

    ResponderExcluir
  3. "É muita farinha pra um baiano só, um baiano só, um baiano só"

    HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

    João, cê ainda me mata rapaz!
    auhauhauhuhaa
    Pior que isso é só imaginar você dançando sozinho, arriscando perder o ônibus e tudo, massss sem medo de ser feliz.

    Pobre pedreiro.
    uahauhuahuahuhaa

    Beijozão.

    ResponderExcluir
  4. Bertonie,
    kkkkk
    Desculpe minha risada , mas acho que vc está me confundindo com alguém quando comentou em meu post, eu tenho 31 anos, e não enta ou cinquenta, rs...
    E eu moro em Sampa, no litoral norte em uma cidade que se chama São Sebastião, rs...
    Obrigada por vc não me achar que tenho enta, rs...
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. "É muita farinha pra um baiano só, um baiano só, um baiano só"?

    Diferente... hehehe!

    Ah, eu amo forró!
    Aqui no ES tem a capital do Forrozeiro... ITAUNAS! Já ouviu falar?

    Adoro um bom pé de serra, dançar agarradinho... Bom demais!

    ResponderExcluir
  6. rachei bertonie!
    são paulo do mal

    ResponderExcluir
  7. Poutz!!!! hahahahahha
    Tem um amigo meu ai de Salvador que tem um grupo de forró...aqui eles ainda não sãop conhecidos, mas disse que estão bombando ai na Bahia...chama "os Pirataz" vc conhece??? Ele em mandou um cd por correio...mas pra ser sincera ainda não escutei...hehehehe=p

    beijokassss

    ResponderExcluir
  8. ahh e claro...SP não é tãoo ruim assim...ow meu Deus...hehehe mas deixa ele ai mesmo...ou então se ele quiser trocar de lugar comigo aqui em Sampa, negócio fechado!

    ResponderExcluir
  9. A da farinha é demais *0* hsaehiusahieu

    Dançar forró? sozinho? :O
    A unica vantagem de se dançar forró é que dança agarradinho ¬¬' vc dança só e acaba com isso.

    Agora eu tenho mais convicção que SP é filial do inferno -Q

    ResponderExcluir
  10. Ano passado eu pensava em ir pra São Paulo.
    Mas agora quero ir pro Rio.

    Fica mais perto de Mames.

    Obrigado pela luz, pedreiro (:

    ResponderExcluir
  11. Oi Be...
    Primeira vez por aqui. Imprensão boa e positiva.
    Todos nós ficamos diferentes e principalmente quando pensamos por nós mesmos. Quando conceitos e paradigmas arcaicos moldam nossa forma de ver o mundo a vida perde o sentido. E hoje o mundo todo está cheio de conceitos caducos, ideologias esclerosadas e preconceitos multiesclerosados... mas afinal somos coisas que pensa, foi o filosofo Renè Descartes quem nos definiu assim e o Martin Heidegger ratificou. Ainda assim exijo meu direito de ser eu mesmo. Nesse seu último post vc deixa claro que de alguma forma a gente muda a forma de ver as coisas e o mundo e talvez vc nem tenha percebido isso. Mas é exatamente isso que nos torna diferentes, por exêmplo de fantoches.
    E por fim, lendo os comentários no MEU MUNDO EM CONSTRUÇÃO DO RYAN, vi seu comentário e resolvi vir conhecer seu blog. Vc escreve e se expressa muito bem.
    De qualquer forma parabéns... e não se esqueça de pensar... isso nos torna pessoas melhores e também diferentes.
    Abraço do Jason

    ResponderExcluir
  12. Não vai pra São Paulo então ¬¬
    HAHA, brimks. Mas sei lá, eu amo São Paulo, sabe? Só que ultimamente a cidade está um caos. 11 horas da manhã já tem trânsito e é isso.

    HAHA :B

    ResponderExcluir
  13. Descartes iria te bater se ouvisse o que vc falou rsrs O pedreiro é um cara esperto, o nome disso é conhecimento popular. É diferente do científico, mas não deixa de ter o seu valor. Gostei da forma que vc falou dele.

    E enquanto a Forró, eu não consigo gostar daquilo. eu reconhço como expressão genuína brasileira, mas... Não é minha praia não. rs

    Valeu!!!

    ResponderExcluir
  14. Esse pedreiro tem futuro! É um homem de visão sobre a vida, e o mundo que nos cerca... meldels!

    Forró é tudo, e deusa Joelma e nada!

    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Curti muito o blog!!! Tô seguindo... se por acaso quiser parceria, entre em contato ok??

    Abração!!

    ResponderExcluir
  16. Verdade, Bertonie. A Coréia entrou na mesma reforma que Ideia, geleia...

    Valeu!

    ResponderExcluir
  17. O negócio é ser feliz aonde a gente vive mesmo. Eu não trocaria o Sul de Minas por SP não... Por mais que eu não goste daqui, SP é pior...
    E viva a Bahia! XD

    Beijo! ^^

    ResponderExcluir
  18. Cara, detesto forro e nao aguento ouvir Stefany sem rir, mas ADOREI teu blog, é bem divertido, entao,
    TÔ seguindo..
    bjOoO'

    ResponderExcluir
  19. como eu não quero ter filho, vou morar em são paulo =)

    eu não sei dançar forró =/

    beeijos! :*

    ResponderExcluir
  20. Olá
    Vim agradecer a sua visita ao meu blog, e conhecer seu espaço.
    Do que vi gostei bastante; acho que seu blog é bastante interessante, com temas variados, bem escritos. Tá muito bom, aqui.

    Espero continuar a contar com a sua presença na minha "Casa" ou em qualquer dos outros meus blogs.

    Bom fim de semana.

    Beijinhos
    Mariazita

    ResponderExcluir
  21. é bem fácil imaginar o ritmo de:' É muita farinha pra um baiano só, um baiano só, um baiano só' essas musiquinhas são todas iguais mesmo.

    Graande pedreiro o_o

    ResponderExcluir
  22. eu entendi Oo eu acho.
    Ele quis dizer que, em São Paulo, ninguem liga pra ninguem.

    As rimas podem ter sido por acaso..
    uhahuauhauhuhahuahahu
    mas é bom ver poesia nos fatos do cotidiano =p

    10 minutos de "um baiano só"? Oo
    dá pena... uhauhauhauhauhuhauha


    www.thiagogaru.blogspot.com

    ResponderExcluir
  23. Tá bom tá bom, nasci em São Paulo, mas não vou mais sofrer por lá. uahaua

    Não sei qual das pérolas desse post eu vou destacar, porque são todas hi-lá-ri-as, mas acho que o Lampião from Hell foi marcante. AHAHAH
    ________________________________

    Filoosofou agora heim Bertonie? Entendi seu ponto de vista e concordo em partes, mas com certeza o tempo (idade) ajuda muito no nosso amadurecimento.

    Oun, ele lembrou da Bell aqui e até sentiu saudade. *-* Mas há, a Bell voltou!

    Beeeijos,
    Bell.

    ResponderExcluir
  24. Concordo com o pedreiro, ta realmente difícil tentar a vida la em SP... Adoro ir pra lá pra passear, até teria coragem de morar, mas só se fosse no interior, talvez seja menos perigoso...

    ResponderExcluir
  25. Primeiramente, SAUDADES de vce que literalmente ME ESQUECEU!
    Segundamente, ADOREI o post, nao conheço São Paulo, mas acho que qualquer ser dotado de algumas poucas gramas de inteligência no cérebro não poderia levar em conta o que o coitado disse. Ou poderia. bom, vai saber, depende do ponto de vista, talvez a visão dele de São Paulo não seja muito boa, ou talvez ele tenha se decepcionado MUITO com a cidade por não estar sentado na 41ª cadeira da ABL. \õ/
    Terceiro.. meu anjo, vce tá acompanhando meu antigo blog.. e eu já mudei.. se vce for acompanhar o outro ( o que seria bom pra eu realmente SABER que vce nao me esqueceu), muda aee!
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  26. Detesto forró, ainda me mudarei pra SP e serei feliz ;)

    ResponderExcluir
  27. Visão... Ou melhor, audição do inferno!

    ResponderExcluir
  28. Chorei litros! AOPSKOAPKSOPASP

    Te colokei na minha lista de leitura!
    :D

    ResponderExcluir
  29. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar; você fez uma criança feliz :D